Madonna veio para Portugal para concretizar sonho do filho

Um ano depois de se ter mudado para Lisboa, Madonna diz-se encantada com a cultura portuguesa. Na já muito falada entrevista à edição italiana da revista "Vogue", a cantora norte-americana explica que veio para Portugal para cumprir um sonho do filho.

A decisão foi ponderada e Lisboa não foi a única opção em cima da mesa. Madonna sentiu necessidade de deixar os Estados Unidos e rumar à Europa, por si, mas também pelo filho, David Banda: "O meu filho David, que faz 13 anos a 24 de setembro, há muitos anos que queria jogar futebol federado. Fiz de tudo para colocá-lo nas melhores academias com os melhores treinadores, mas o nível futebolístico na América é mais baixo do que no resto do mundo."

A revelação foi feita na entrevista que Madonna concede à "Vogue", que é acompanhada por uma sessão fotográfica em vários pontos da capital, na companhia de caras bem conhecidas do público português, entre elas a do modelo Ruben Rua.

Madonna, que em agosto comemora 60 anos, explica que sentiu que a família necessitava de uma "mudança" e de sair dos Estados Unidos, país que considera "não atravessar a sua melhor fase". As opções eram "Turim, Barcelona ou Lisboa", cidades com academias de topo para a prática do futebol. Apesar dos elogios às cidades italiana e espanhola, a diversidade oferecida pela capital portuguesa acabou por levar a melhor.

"Fui a Lisboa e pareceu-me a melhor escolha (...) Creio que Portugal é o país mais antigo da Europa, está mergulhado na história (...) a arquitetura é incrível. É também o local onde nasceu a escravatura e por isso há tantas influências musicais de Angola e Cabo Verde e também de Espanha. Além disso, uma das minhas atividades favoritas é andar a cavalo. Vivo em Lisboa, na Lapa, mas quando vou andar a cavalo vou para casas de amigos na Comporta e para Alcácer", conta.

A cultura que se respira em Lisboa pesou muito na decisão da intérprete, que se diz encantada com as pessoas e com os músicos portugueses, com quem admite estar a trabalhar num novo álbum.

"Faz-me lembrar Cuba, na medida em que as pessoas não têm muito mas abres a porta de casa de alguém, vais a uma esquina e estás sempre a ouvir música", refere. "Conheci muitos músicos fantásticos e acabei a trabalhar com muitos deles no meu novo álbum. Por isso, Lisboa influenciou a minha música e o meu trabalho, nem podia ser de outra maneira", rematou.

Fonte: Jornal de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *